Recém-nascidos com citomegalovírus congênito, um vírus comum da família da herpes e da catapora, têm risco aumentado de desenvolver leucemia linfoblástica aguda, sugere um estudo publicado na revista Blood, da Sociedade Americana de Hematologia.

Embora já existisse uma suspeita de ligação entre infecções virais e a doença, forma mais comum de leucemia em crianças, o estudo é o primeiro a apontar um vírus específico como possível causa. Os pesquisadores chegaram ao resultado depois de analisar as infecções presentes na medula óssea de 127 crianças diagnosticadas com esse tipo de leucemia e 38 com leucemia mieloide. O citomegalovírus foi detectado com frequência entre as crianças com a forma aguda de leucemia.

Os cientistas também analisaram amostras de sangue de 286 recém-nascidos que depois desenvolveram a doença. As amostras foram comparadas com as de crianças  saudáveis e observou-se que as crianças que desenvolveram a doença têm 3,7 vezes mais chance de serem positivas para citomegalovírus ao nascer.

O estudo também revelou maior risco entre bebês hispânicos, com 5,9 vezes mais chance de adoecer, compatível com dados anteriores que já indicavam esse como um grupo de risco.

“Se for verdade que no útero o citomegalovírus é um evento de desencadeamento da leucemia infantil, então controlar o vírus pode ser uma estratégia de prevenção eficaz”, comenta o líder da pesquisa, Stephen Starko Francis da Universidade da Califórnia.

As manifestações clínicas da infecção pelo citomegalovírus variam de uma pessoa para outra e vão desde mal-estar e febre baixa até doenças graves que comprometem o aparelho digestivo, sistema nervoso central e retina. O vírus nunca abandona o organismo da pessoa infectada e permanece em estado latente, podendo ser reativado durante um queda da imunidade. Na gravidez, pode ser transmitido para o feto e causar problemas como perda de audição.

Sofia Moutinho

Jornalista multimídia especializada na cobertura de saúde, ciência, tecnologia e meio ambiente. Formada em jornalismo na UFRJ com pós-graduação pela Fiocruz/COC.