A terapia de privação androgênica de curto prazo melhora a sobrevida em casos de câncer de próstata localizado, segundo um estudo do New England Journal of Medicine.

Cerca de 2 mil homens com câncer de próstata localizado e níveis de PSA de 20 ng/mL ou menos foram randomizados para receber radioterapia isolada ou radioterapia mais quatro meses de terapia de privação androgênica. No geral, a taxa de sobrevida em dez anos foi significativamente mais alta no regime de terapia combinada do que com radiação isolada (62% vs. 57%). Além disso, a terapia combinada trouxe uma diminuição na taxa de mortalidade específica da doença.

Numa análise posterior, os benefícios da combinação foram limitados a homens com risco intermediário de doença.

Fonte: Physician’s First Watch

revista-onco

Oncologia para todas as especialidades.