Em cerimônia realizada ontem, em São Paulo, a Fundação Caterpillar doou US$ 250 mil para projetos de conscientização para a detecção precoce do câncer de mama no Estado de São Paulo. Os escolhidos como beneficiários do Programa Caterpillar 2011 foram o Hospital Israelita Albert Einstein, com um projeto vai desenvolver atividades que promovam a conscientização da população sobre câncer de mama através da divulgação de informação de qualidade usando a internet e líderes comunitários; e o Instituto Mimboé, que visa mobilizar e ampliar o alcance da exposição “De Peito Aberto”, que apresenta o câncer de mama de forma única, desmistificando a doença através de fotos, folhetos educativos e palestras informativas.

De acordo com Catherine Oliveros, diretora de programas internacionais da Susan G. Komen for the Cure®, sob o guarda-chuva da Iniciativa Global Komen para a Conscientização do Câncer de Mama, a doação é parte de uma parceria anunciada no início do ano pela Fundação Caterpillar em Peoria, Illinois, nos EUA, em que a instituição se compromete a doar um total de US$ 2 milhões num período de três anos para iniciativas de luta contra o câncer de mama na América Latina – mais especificamente no Brasil, Panamá e México.

A Susan G. Komen for the Cure® investe no Brasil desde 2007, por meio da Iniciativa Global Komen para a Conscientização do Câncer de Mama, programa focado no fortalecimento de indivíduos e organizações para a mudança da realidade dessa doença no país. Mais de 140 pessoas já foram capacitadas pelo Course for the Cure® e mais 11 projetos comunitários foram financiados nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Florianópolis e Petrópolis. O Instituto Oncoguia é o responsável pela definição de estratégias, organização e operacionalização de todas as atividades da iniciativa global no país, trabalhando em conjunto com a diretoria regional para programas internacionais da Komen.

Na mesma cerimônia também foram premiadas três ONGs capacitadas pelo Course for the Cure®: a Associação São Peregrino, de Socorro (SP), que pretende aumentar a conscientização do câncer de mama entre a população da cidade com a realização de uma feira de saúde da mama, além da formação de multiplicadores para o autocuidado das mamas; a Rede Rio Clarense de Combate ao Câncer “Carmem Prudente”, de Rio Claro, que visa a elaboração de um documento que regulamente o comprometimento de empresas, com vistas à criação do certificado “Empresa Amiga da Mulher”; e o Sinsaúde, de São Paulo, que irá realizar uma pesquisa com mulheres negras de 40 anos ou mais em três áreas marginalizadas para compreender o seu nível de informação/desinformação sobre câncer de mama e, assim, levantar as melhores ferramentas e instrumentos para abordar o assunto com esta população. As organizações receberão apoio financeiro para implementação de seus projetos.

revista-onco

Oncologia para todas as especialidades.