Pesquisadores sul-coreanos afirmaram que podem detectar o câncer de mama em fase inicial por meio da análise do hálito. A RNL Natural Co., empresa de biotecnologia com sede em Seul, conduziu um estudo com 35 mulheres diagnosticadas com câncer de mama e 35 mulheres saudáveis, sem a doença.

Inspirado pela capacidade dos caninos em reconhecer aromas distintos de uma forma extremamente sensível, o estudo descobriu que a análise do hálito pode ajudar os médicos a diagnosticar pacientes com câncer de mama em um estágio muito inicial.

O teste utiliza o método do bafômetro, que reconhece padrões de compostos orgânicos voláteis. “Com o bafômetro, surge um caminho para se detectar o câncer de mama no estágio inicial e começar o tratamento”, afirmaram os pesquisadores em um comunicado.

“Este método de triagem é simples e indolor. Ele é útil para mulheres que se preocupam com a doença e querem realizar o teste o quanto antes. O bafômetro também ajuda a diminuir os custos do diagnóstico e do tratamento.

Segundo um porta-voz da empresa, a patente ainda está pendente e os resultados devem ser publicados até o final deste ano.

 

Fonte: United Press International

revista-onco

Oncologia para todas as especialidades.