A Pathway Genomics, companhia americana conhecida pela venda de testes genéticos aos consumidores finais, vai colocar no mercado um teste de detecção de câncer a partir de algumas gotas de sangue.

O teste representa um primeiro passo no desenvolvimento do campo de “biopsias líquidas”, que usa as tecnologias de sequenciamento genético para analisar, no sangue dos pacientes, traços de DNA associados a diferentes tipos de câncer.

Diversos companhias de diagnóstico tem trabalhado nesse tipo teste, um campo que começou a se desenvolver graças após alguns testes sanguíneos para detecção de anormalidades fetais terem indicado a presença de tumores em fase inicial nas gestantes.

A expectativa é que, com os primeiros lançamentos nessa seara, o mercado de “biopsias líquidas” movimente mais de US$ 10 bilhões até o final da década.

Apesar de promissor, o mercado é cercado de polêmica, pois muitos especialistas afirmam que esse tipo de teste não deveria estar disponível ao consumidor final. A questão é se oferecer testes genéticos a pessoas saudáveis vai, de fato, contribuir para a melhora de sua saúde. Em 2010, a Pathway já se viu envolvida em uma polêmica, após órgãos reguladores terem orientado aos pacientes a terem cuidado com esse tipo de teste, para não interpretar os resultados de forma errada.

revista-onco

Oncologia para todas as especialidades.