Estudo de rastreamento mostra um risco reduzido de morte decorrente de câncer de próstata em homens com PSAs iniciais baixos: um grande estudo de rastreamento do câncer de próstata em homens de meia-idade e idosos mostraram que um valor inicial de PSA de 3.0 ng/mL parece ser o nível de corte mínimo apropriado para determinar a necessidade de uma biópsia. Poucos homens no estudo com PSAs baixos da primeira vez menores que 3.0 desenvolveram câncer de próstata e morreram da doença, e os achados pode ajudar a definir um rastreamento melhor para aqueles em risco.

Proficiência em cirurgia de próstata assistida por robótica requer especialistas experientes: Em um estudo para determinar a curva de aprendizado cirúrgica para prostatectomias radicais robóticas, uma análise retrospectiva de resultados de cerca de 3.800 procedimentos mostrou que eram necessárias mais de 1.600 cirurgias de câncer de próstata para que os cirurgiões se tornassem proficientes no procedimento e fossem capazes de remover a próstata acometida consistentemente, com margens livres de câncer.

Dutasteride ajuda a retardar o crescimento de câncer de próstata inicial: um novo estudo mostrou que uma droga comumente usada para tratar homens com a glândula prostática aumentada – dutasteride (Avodard) – também pode retardar o crescimento do câncer de próstata inicial em homens participando de “rastreamento ativo” da doença.

Estes foram alguns dos estudos apresentados durante o Simpósio de Cânceres Geniturinários da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (ASCO, na sigla em inglês), realizado entre 17 e 19 de fevereiro, em Orlando, na Flórida, EUA. Para ver os estudos completos, clique aqui.

Para acompanhar outros destaques apresentados durante o simpósio, clique aqui (em inglês).

Fonte: ASCO

revista-onco

Oncologia para todas as especialidades.