Pacientes que fazem uso de bloqueadores de receptores de angiotensina (ARB, na sigla em inglês) junto com inibidores de enzima conversora de angiotensina (ACE, na sigla em inglês) têm um maior risco de câncer, segundo uma meta-análise da revista Lancet Oncology.

Investigando a associação reportada entre drogas anti-hipertensivas e câncer, pesquisadores examinaram dados de 70 estudos randomizados que envolveram mais de 300 mil participantes com um seguimento médio de 3,5 anos. A análise constatou que não havia risco aumentado de câncer causado por ARBs, beta-bloqueadores, inibidores de ACE, bloqueadores de canais de cálcio ou diuréticos, quando comparados a placebo. Porém, a combinação de de inibidores de ACE e ARBs apontou para um aumento de risco relativo de 14%.

Alguns especialistas dizem que a ausência de risco aumentado com a maioria dos anti-hipertensivos “não surpreende”, devido ao curto período de seguimento. Eles também ressaltaram que a combinação de inibidores de ACE e ARB é geralmente usada em pacientes com falência cardíaca severa, que têm baixa expectativa de vida.

Para ler o artigo completo, clique aqui.

Fonte: Physician’s First Watch

revista-onco

Oncologia para todas as especialidades.